mxd
dkng
aa

views

4.3.14

Na tua pele

Sentei-me e pela primeira vez li os teus cadernos. Pensei em escrever. Não tinha ideias, nem inspiração. Chorei e na última lágrima conclui que te ia plagiar. Fui tu, por um momento. Não entendo realmente porque te quis imitar, ou talvez saiba mas dói-me admitir. 

Continuei sentada e pela primeira vez senti que te odiava. Odiava o teu jeito natural de encarar a vida. Eras uma pessimista em serie, dramatizavas com as frases mais profundas e literárias. Odiava-te porque as pessoas adoravam-te. Nunca entendi porquê; até porque eras fria e reservada.

Atirei para longe os teus cadernos e as minhas folhas. Gritei. Passei tanto tempo a convencer-me de que era original e especial. E, na verdade nunca o fui. A culpa é tua! A tua falsa perfeição que eu desejava. Desejava que não a tivesses. Desejava tanto que fosses uma falhada como no fundo sou.

Levantei-me e fui buscar os teus cadernos. Deixei as minhas folhas espalhadas. Sinceramente, dava um ar de drama a minha sala. Drama... Lembro-me de como choravas e atiravas o que a tua sublime mão alcançava. Eras diferente a cada movimento do ser.

Sentei-me novamente. Beijei os teus cadernos até a exaustão. Chorei, gritei e pensei em ti. Pensei em mim. Pensei na vida que quis tomar - a tua vida. É incrível como me enganei e enganei toda a gente. Essa gente que hoje chora pela tua ida... e no fundo pela minha. 

7 comentários:

  1. não me apanhaste num texto muito carateristico e nada alegre querida :p mas obrigada pelas palavras!

    ResponderEliminar
  2. estou bem sim querida e tu, como estás??? :)
    obrigada mesmo pelas tuas palavras <3

    ResponderEliminar
  3. calculo então que tu tens olhos verdes (:

    ResponderEliminar
  4. Fuck, que forte. Vieram-me as lágrimas aos olhos.

    ResponderEliminar
  5. Segui ;)
    http://humorcegotaveira.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  6. you have a great blog. mind to check out my blog? maybe we can follow each other :)

    www.thebeautyyoffashion.blogspot.com

    ResponderEliminar